História

A Vila (desde 1988) de S. Teotónio

S.Teotónio, fica situado no litoral alentejano, distrito de Beja, no termo do concelho de Odemira. A  Serra  de S.Teotónio tem a altitude de 221m, não é mais do que  uma ramificação da Serra de Monchique  para o lado N.O.
  É uma freguesia muito antiga a maior do país em área, cuja fundação é anterior a 1483, foi cur. da apr. do arcebispo de Évora e além da Igreja Matriz tem as capelas de Santa Bárbara e S.Miguel (esta actualmente não existe, mas estão ser feitos esforços para a sua reconstrução).
  Em tempos idos tinha casa de espectáculos e recreio (Sociedade Recreativa), sindicato agrícola, que esteve na génese da Caixa de Crédito Agrícola, banda filarmónica, fábricas de louça de barro, destilações de aguardente, ferreiros, latoeiros e posto do registo civil, farmácia que ainda hoje mantém, tal como os correios, escolas primárias.
No cabo de Sardão existe um farol na latitude de 37.º 35' 40´´N. e na longitude de 8.º 48´ 53´´W.G. cuja luz é branca e tem um alcance luminoso de 31 milhas.
Nesta freguesia existia uma mina de ferro-manganés no Cerro das Pedras, de que era concessionário o Banco Burnary, S.A.R.L, com alvará de 4 de Agosto de 1874.Cuja extinção vem publicada no Jornal Diário de Noticias de 18/12/1899, (tal como foi inserida na rubrica "Memória" do dia 18/12/1999.
Existiram também águas minerais denominadas  Fontes de eram proprietários António dos Santos Silva e Filhos.
  A feira anual é 18 e 19 de Setembro, e tem mercados mensais aos primeiros domingos do mês.
Em 1862 tinha 826 fogos e 3.583 habitantes em 1940 tinha 1.664 fogos e 7.170.(excerto de documento fornecido pela Torre do Tombo).
  A Zambujeira do Mar pertencia a esta freguesia, passando a freguesia na mesma altura em que S.Teotónio foi elevada à categoria de vila, honra merecida, pois esta terra está a desenvolver-se  economicamente além dum comércio bastante desenvolvido e abrangente que vai desde os mini  mercados onde se encontram quase todos os produtos até à compra e vendas de imóveis. Além disso mantém os mercados mensais agora nas primeiras segunda-feiras do mês, tais como as feiras anuais, de S.Teotónio, S.Miguel, Cavaleiro, e a FACECO, além disso realiza-se de dois em dois anos as Festas dos Santos Populares.
Possui também alguns serviços como Bancos,Estação de Correios.
  A saúde também não foi descurada temos Farmácia, Policlínica, Centro de Saúde, Clínicas Dentárias, Consultório e Analistas.
Na agricultura estão aqui implantadas várias empresas além dos chamados agricultores de subsistência, temos vacarias e criadores de gado, não faltando também casas comerciais com os respectivos produtos necessárias à agricultura tal como clínicas veterinárias.
Tem Escolas do Ensino Básico espalhada pelos vários aglomerados populacionais da freguesia e Escola C+S.
  A Igreja, além do serviço religioso a Comunidade Dominicana apoia os doentes e todos os que necessitem duma palavra na hora de desespero, fora dos serviços religiosos...missa ao domingo na Paróquia é ao Meio-Dia, de semana às segundas, terças, quintas e sábados às dez horas quartas e sextas- feiras é às dezoito e trinta minutos.
Semanalmente há catequese para os miúdos e encontros de jovens venham procurem enriquecer-se, porque aqui não se ensinam apenas Pai- Nossos transmitem-se Valores!...
  Esta terra é muito procurada por forasteiros, pois têm a possibilidade de gozar as benesses do campo, praia, óptimo clima, lindas paisagens e sobretudo do sorriso afável das populações.
Curiosidade: S.Teotónio em 1839 pertencia à comarca de Ourique, e em 1874, à de Odemira.( in documento da Torre do Tombo)

Mirrósa
brasao

Curiosidade

Sabia da existência de um "Manuscrito que inclui um conjunto de cartas contendo várias informações de interesse arqueológico emitidas pelo Reitor da Igreja Paroquial de S.Teotónio do Termo de Odemira, Rev. José Gaspar Simões, dirigidas ao Bispo de Beja, D. Frei Manuel do Cenáculo Vilasboas.
A carta em referência datará de finais de 1769"?...
É o documento conhecido mais antigo que se refere a "Antas" em Portugal, muito importante  para a "Arqueologia" Portuguesa, e para a nossa cultura.
Quantos sacrifícios fez este homem em deslocar-se daqui a Lamego, Guarda, Viseu, etc. locais a que se refere no dito documento, época em que não existiam transportes?

Mirrósa


«S.Teotónio nã drome»

A frase  «S.Teotónio nã drome» tem origem no facto do Frei Teotónio passar a noite anterior à Batalha de Ourique a rezar, implorando a Nossa Senhora que dela saísse vitorioso o rei D.Afonso Henriques fundador da nacionalidade Portuguesa, esta frase é muito usada na nossa vila porque além de ter como padroeiro este frade elevado às glórias dos altares devido às suas grandes virtudes, é uma terra de gente laboriosa e vencedora de grandes condicionantes ao longo dos tempos...

Mirrósa
back